EU

Quem sou eu? Não me sei definir... Podia dizer que sou boa aluna, muito boa aluna, mas acho que ainda poderia ser melhor. Afinal, é a única coisa em que sou boa. Também sei escrever. Talvez por ter lido sempre muito. Os livros não me faziam perguntas nem me questionavam. Eram e são o meu refúgio. Ao ler, viajo, e posso ser quem quero. Sinto-me leve... Ao contrário da realidade. Odeio a imagem que tenho de mim - e que os outros também têm - e os meus maiores inimigos são o espelho e e balança. Tenho terror de engordar, de me transformar numa gorda, pois aí é que tudo será pior...



O mundo está a gozar comigo...

Hoje, na minha escola, anunciaram que vai haver um workshop obrigatório em que iremos aprender a ser modelos. Eu, a aprender a ser modelo. Parece que o próprio mundo está a fazer pouco de mim. Vou ser obrigada a percorrer uma passerelle com todos os olhos postos em mim. Dificilmente conseguia imaginar pior tortura. Vou fazer todos os possiveis para passar despercebida. Se pareço invisivel para todos, pode ser que também ali ninguém repare em mim. A situação aqui em casa também continua igual. Os meus pais e irmãos estão na sala a ver um filme. Uma família unida e feliz. E eu? Porque não estou com eles? A explicação é simples: porque não faço falta. A minha irmã ainda tentou convencer-me a participar. Pudera, é ela o centro das atenções. Todo o jantar se centrou nela, beberam-lhe cada palavra. Será que ela não vê isso? Para quê querer juntar-me a pessoas que apenas me vão ignorar?

2 comentários:

  1. nao penses assim, apesar de em alguns momentos a familia parece excluir-te eles adoram-te.

    ResponderEliminar